Thursday, January 3, 2013

Pontes, cordais, saddles e timbre - Parte 3

Chegando talvez ao post final sobre esse assunto vamos falar da criação mais famosa (e talvez a melhor) de Leo Fender, a Stratocaster. Sem dúvidas a ponte tremolo da Strato é a mais complexa das abordadas até agora. Tem mais partes, requer mais precisão da regulagem e sem dúvida a que contém mais variantes no mundo guitarrístico moderno com vários modelos desde o vintage original até modelos mais modernosos como os Wilkinson VS100 e considero que até a FloydRose foi concebida a partir do design inicial da ponte da Strato.
 
Falando do que interessa que é o timbre, a ponte da Strato tradicional é composta por basicamente 3 partes chave que são os saddles, o bloco e o plate (onde são fixados os saddles e o bloco). Todos esses tres fatores influenciam no timbre de madeira direta ou indireta e contribuem para o resultado final do som, podendo ser modificados de acordo com o que se procura de resultados. Os saddles e o bloco são os mais comuns e fáceis de modificar com resultados mais audíveis. O plate depende mais da qualidade inicial da ponte e eu diria que é a parte que menos influe, mas discutiremos isso abaixo.
1 - Saddles
Os saddles originais da Fender dos anos 50 eram feitos de Aço (Cold Rolled Steel) e produzem um som com ataque rápido, "punch" e um certo brilho que se tornaram característicos da Strato clássica e equipava a Stratocaster até perto dos anos 70. Com a CBS atuando para reduzir custos, e consequentemente o início do "periodo negro" da Fender nos anos 70, as pontes começaram a ser produzidas com materiais que permitissem uma produção com custo reduzido. Esse material é uma liga metálica conhecida popularmente como ZINCO, mas que possue várias nomenclaturas e composições. No final das contas esse material é incrivelmente fácil de manipular, pois em sua forma liquida é possivel usar moldes e fabricar centenas ao mesmo tempo, mas o resultado é um metal que não tem a mesma rigidez mecânica do aço. Com o aço, é preciso usinagem e manipulação manual o que torna o processo todo mais caro o que explica a opção da CBS nesse período. Já nos anos 80, a Fender começou a usar uma liga a base de Alumínio como outro material nos saddles, mas eu nunca entendi realmente a razão oficial, mas acredito que seja pelo fato dessa liga ser mais fácil de manipular que o Aço, mas não comprometa tanto a sonoridade quanto o Zinco.

Mas qual a sonoridade associada a cada material? É difícil colocar em palavras características sonoras de tunagens pontuais pois normalmente é uma soma dos fatores que fazem mais diferença no timbre final, mas é importante ter uma idéia do efeito que elas geram para que possamos buscar nossas nescessidades. Vou tentar descrever um pouco baseado nas experiências que eu tive com os 3 tipos de materiais descritos, lembrando que dependendo dos outros componentes da guitarra (madeiras, cordas, bloco e etc) podem haver variações.

  • Saddles de Aço são os mais rígidos mecânicamente e possuem teoricamente as melhores propriedades físicas para transmissão de vobrações de corda. Os graves ficam firmes e os médios ganham definição e corpo com agudos presentes que não soam estridentes. Numa guitarra de Alder parece ser o casamento perfeito e singles soam com punch e resposta rápida ao toque com o estalo definido de uma boa Stratocaster.  São realmente os meus preferidos para Strato.

  • Saddles de Liga de Alumínio tem graves um pouco mais soltos e médios mais retraídos em relação ao Aço com um pouco mais "ar" no timbre. Essa leve atenuação do ataque pode ser interpretada como mais agudos, o que não nescessariamente é a verdade. Guitarras com característica sonora mais "seca" e/ou grave podem se beneficiar deles para amaciar um pouco o timbre final. Encontrados nas Squier Std (Indonésia), Fender Am Std (anos 80 e 90) e algumas outras.


  • Saddles de Zinco são os mais comuns nos instrumentos chamados de "entrada" das marcas e também encontrados nos de origem asiática como SX, Shelter, algumas Squier, Cort etc. Sendo o de menor resistência mecânica, o Zinco tende a absorver mais vibrações da corda causando uma transmissão não tão eficiente ao resto do conjunto o que acaba "amaciando" de certa forma o som. Os graves e médios ficam um pouco menos definidos e o agudo parece desconectar do resto das frequências. A percepção que eu tenho é que soa abafado com uma leve sibilância no topo dos agudos. São fáceis de identificar pois norlmanente são cromados e as cordas marcam com facilidade o lugar onde ficam apoiadas.

2 - Bloco

 O bloco é responsável por dar massa e resistência mecânica ao conjunto do tremolo e assim fazer com que as cordas vibrem e a ponte transmita isso ao corpo e etc. Por essa razão a resistência mecânica do material utilizado na fabricação e a massa tem um importante papel nesse componente que é um pouco mais complexo do que muitas vezes parece e também sofreram mudanças de acordo com o período da mesma maneira e por razões semelhantes as dos saddles. Os blocos grandes e pesados de aço que equipavam as primeiras Strato dos anos 50 e 60 tinham grande papel sobre sua sonoridade como vamos discutir mais a diante. Já nos anos 70, a CBS passou a utilizar os blocos de zinco já menores e mais fáceis de fabricar, visando redução de custos novamente. Não é a toa que muitos consideram esse (anos 70) o período negro da história de Fender. Nos anos 80 e 90 o bloco é adaptado e otimizado para utilização do tremolo, sofrendo redução de tamanho porem ainda fabricado de uma liga metálica, já melhor que o zinco, porem não tão eficiente quanto o Aço dos anos 60. Vamos ver as particularidades de cada modelo.
    
    Bloco de Aço Vintage
  • Bloco 'Vintage' de Aço é o presente nas primeiras Strato. Eram pesados e grandes limitando a utilização do tremolo mas garantiam uma eficiente vibração das cordas pela alta resistência mecânica. Outra característica importante, é que as bolinhas da corda ficavam rentes a parte debaixo do bloco fazendo com que a corda se esticasse por toda a extensão do bloco antes de passar pelo plate e chegar ao Saddle. Nos blocos modernos a bolinha entra no bloco e fica fixada mais perto do meio do mesmo. O efeito disso é que no bloco vintage, o comprimento da corda tensionada tem cerca de 5cm a mais o que gera uma maior tensão para que ela chegue a afinação. Essa maior tensão deixa os graves mais firmes e definidos e aumenta um pouco o ataque, e é tido como uma das razões pelo timbre único das Stratos Vintage.

  • Bloco Moderno é o presente nas Fender American Standard mais atuais. São feitos de uma liga metálica de boa resistência próximo ao aço. O tamanho foi reduzido na base visando a utilizaçào da alavanca e o comprimento de corda reduzido (bolinhas fixadas no meio do bloco). O conjunto ficou mais leve e a redução do comprimento de corda faz com que as cordas fiquem com menos tensão dando a sensação de mais maciez no tocar e deixam o som levemente mais macio também. 

Bloco Moderno

  • Bloco de Zinco é o que equipa a grande maioria das pontes de origem asiática com custo reduzido. Claramente feito para custar pouco, cumpre seu papel para um instrumento barato que não tem pretensões de soar com as nuances de uma Strato vintage. 

  • Bloco de Latão é uma variante que acredito não tenha chegado a estar presente nas linhas de produção da Fender (por favor me corrijam se esta informação for equivocada :-) ), mas consta como um dos possíveis upgrades para a ponte de Strato. O latão tem boa massa e gera um timbre mais macio em relação ao aço. Parece que o ataque não fica tão imediato e rápido, dando uma sensação de "sag" no tocar. É uma boa alternativa caso vc tenha aquela Strato de SwampAsh mais arisca e aguda.


Ok, muita teoria bonita mas e o som mesmo? É possível ouvir as diferenças? Eu digo que sim, pois já testei todos os modelos que escrevi nesse post. As diferenças muitas vezes são sutis e dependendo do seu setup de quipamento (Samp, pedais, captadores e etc) mas elas existem e fazem diferença. Me peguei várias vezes durante a pesquisa do timbre de Strato falando sozinho e dizendo:  "O timbre está bom, mas está faltando aguma coisa....". Esse alguma coisa pode justamente ser uma ponte BOA para enfatizar aquele ataque, aquela nuance que você não sabe exatamente o que é, mas sabe que está faltando. Parece papo de maluco, mas você guitarrista que gosta de timbres sabe do que eu estou falando! :-) Basta uma rápida pesquisa no google e nos forums internacionais e nacionais.

Quando estava pesquisando sobre Strato achei um site muito legal que fala sobre esses upgrades de Strato e etc. O areyouexperienced.net contém várias mods de Strato incluindo uma em que o autor faz o upgrade de Saddles e Bloco em uma de suas Strato, gravando o antes e o depois de maneira bem interessante. O site está em inglês, mas você pode conferir essa metéria aqui.


Vários fabricantes já dispões de saddles e blocos para reposição e tunagem de Stratos. A GuitarFetish , já conhecido do públcio brasileiro pelos captadores GFS, possui uma linha acessível de blocos com especificação vintage em seu site, bem como saddles de aço e conjuntos inteiros de tremolo já com upgrades. Outra empresa muito aclamada nos EUA é a Callaham Guitars ( http://www.callahamguitars.com/ ) que fabrica réplicas de Strato e Tele excepcionais bem como todo o hardware nescessário como pontes, tarrachas, e tudo mais. Eu tenho a ponte de Strato e de LesPaul da Callaham e o produto, embora caro, é de extrema qualidade e o upgrade sonoro foi audivel nas minhas guitarras. Seguem duas gravações que eu fiz quando dos upgrades:


Aqui gravei um sample com o bloco de Zinco:

Mesmo setup com bloco Callaham:
                                                    



Se você procura o som vintage de Strato, aquele estalado inconfuncível dos captadores SingleCoil com corpo e sustantação que ouvimos em inúmeras gravação mesmo com toda a evolução e tecnologia aplicada nos instrumentos modernos, nada ainda bate a ponte vintage de Strato. Parece que o bloco de aço com as bolihnas fixadas na base e os saddles estampados de aço são parte integrante do timbre marcante e cheio de personalidade desse instrumento que mesmo depois de 60 anos de existência permanece imortal. Leo Fender acertou em cheio nesse projeto!!

Grande abraço e um feliz 2013 cheio de timbres e bons sons !!

Junior

33 comments:

  1. Legal o post, agora tem um fator que pode ser testado a custo zero, que são aqueles dois parafusos que seguram as molas. Na minha primeira strato, que veio com bloco de zinco vagabundo, apertei os parafusos até certo ponto, tentando deixar o conjunto mais firme e achei que melhorou o som.
    Já li na internet sobre um mod usando um toco de madeira travando a ponte, usado pelo Clapton, experimentei mas não gostei.

    Abç.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ótima dica guitar4geek. O setup das pontes é realmente importante. Eu prefiro a ponte colada no corpo(os samples foram gravados dessa maneira)com os parafusos apertados para aumentar a pressão. A ponte flutuando muda um pouco a sonoridade, apesar de oferecer o benefício da alavanca.

      Delete
  2. Bem interessante a matéria.
    Boas dicas e os samples mostram a diferença perfeitamente.

    Abraço.

    ReplyDelete
  3. Otima dica Jr!!Parabens pelo blog muito bacana tambem!!
    Uma coisa interessante seria uma comparação entre os varios modelos da guitarfetish já que são modelos que vem ganhado fama no Brasil.Fica a sugestão/pedido de um review sobre a ponte Malagoli....mais uma sugestão seria vc ter esses blocos pra vender na jrguitarparts...

    Jurandyr Metal Force

    ReplyDelete
  4. As pontes ou blocos que vendem na guitarfetish estilo "made in mexico"import strat... servem nas sx ou precisam de modificação na guitarra?
    Aqueles saddles com roller diminuem agudos,graves etc ?

    Existe algum tipo de ponte de titanio,como aqueles pra floyd rose?
    Uma sugestão pra sua loja seria vender aqueles parafusos (estilo barra rosacada eu acho) de ajustes de altura dos saddles,eles sempre enferrujam ou perdem rosaca
    Abçs

    M.L

    ReplyDelete
    Replies
    1. M.L. Vamos por partes, rs
      - Os blocos IMPORT devem servir nas SX sem problemas, mas no caso da SX eu compraria uma ponte inteira da GuitarFetish com saddles de Aço e bloco! :-)
      - Vejamos pelo lado da mecanica, quanto mais pecinhas, mas pontos de contato onde pode ocorrer absorção de vibração das cordas, logo a transmissão será menos eficiente. Nunca usei saddles com Roller, mas acho que som mudará com certeza.
      - Eu já vi no mercado americano Saddles e blocos de titânio, mas nunca tive a oportunidade de tocar com eles.
      - Esses parafusos são complicados por existem muitas bitolas e padrões de rosca. A Fender Mex usa medidas em polegadas, enquanto a americana usa o sistema métrico (em mm) só pra citar diferenças dentre o mesmo fabricante. Quando eu precisei fazer a troca numa das minhas guitarras, tive que levar num torneiro mecanico refazer a rosca pra poder entrar o parafuso que encontrei aqui... É tenso!! :-) Isso sem contar nos comprimentos diferentes e etc, mas vou dar uma averiguada no que temos a nossa disposição na industria! Obrigado pela dica !:-)

      Delete
  5. Excelente post.
    Eu tenho uma Yamaha Pacifica que é meio xodó.
    Ela tem um som bem bacana, e um luthier daqui do estado (ES) disse uma vez para não vender a guita, pois a madeira é antiga e excelente.
    Quero muito trocar a ponte, e me interessei por esses modelos de bloco de aço bem pesado.
    Qual ponte vocês indicariam?
    Nesse link tem uma pacifica parecida com a minha (cor diferete, mas a idéia é essa) http://br.yamaha.com/pt/products/musical-instruments/guitars-basses/el-guitars/pacifica/pacifica112j/?mode=model

    ReplyDelete
  6. AHHHHH, além de indicar a ponte, se possível, colocar o site que posso encontrá-la para comprar.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Renan, sua guitarra provavelmente (95% de chance) de usar ponte padrão IMPORT, ou seja, como as SX e tantas outras Strato que vemos no mercado. No site www.guitarfetish.com vc acha a ponte com essas medidas com saddles de aço e bloco do material que vc preferir, seja aço ou latão. Eles vendem a ponte completa ou somente o bloco ou saddles. Aí é com vc! :-)

      Delete
  7. Bacana Oscar.
    E qual modelo (dos que estão no site) você indicaria?
    O site é seguro? Chega rápido o frete?
    Abraço

    ReplyDelete
    Replies
    1. O site é seguro. Já comprei várias vezes lá.

      A ponte com seis parafusos de fixação seria essa:
      http://store.guitarfetish.com/Vintage-USA-Strat-Steel-Saddle-Trem_p_846.html

      A moderna, com dois pivôs, essa:
      http://store.guitarfetish.com/USA-Strat-2-Point-Hardened-Steel-Upgrade-Tremolo-System_p_775.html

      Delete
  8. Obrigado Paulo.
    E em caso de telecaster; compensa trocar a ponte também?
    Qual seria indicada?

    abraço

    ReplyDelete
    Replies
    1. Renan, vale sim!! Da uma olhada no meu post sobre pontes de tele.. http://jrguitarblog.blogspot.com/2012/10/pontes-cordais-saddles-e-timbre-parte-2.html

      Delete
  9. Muito interessante o post Oscar.
    Onde consigo uma ponte Wilkinson by Gotoh Vintage como a sua?
    Tem algum site que vende também?
    Vou tomar coragem e comprar na guitarfetish também. Demora muito para entregar? rs

    Abraço

    ReplyDelete
    Replies
    1. Essa minha Wilkinson by Gotoh eu comprei na Castelli ( www.dicastellis.com.br ). Pode falar com o Tom ou com o seu Hilton que fui eu quem indicou. Eles tem conseguem toda a linha da Gotoh sem problemas !O mercado livre as vezes tem tbem, mas é mais difícil de achar.
      A GuitarFetish é confiável coo o Paulo falou, mas o prazo é a la Ebay. Em torno de 20-30 dias pelo regular shipping.

      Delete
  10. Entendi, muito bacana o site da Castelli.
    Oscar, haveria alguma ponte "similar" a este (tele) no site da GuitarFetish?
    Valeu pela atenção.
    Vocês são feras!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Essa Renan:
      http://www.guitarfetish.com/Wilkinson-Compensated-Tele-Bridge-Brass-Saddles_p_873.html

      Não é Gotoh, mas funciona também com as specs Vintage !:-)

      Delete
  11. Oscar, muito bacana a ponte.
    Eu estava conversando com um luthier e ele me mostrou um modelo desse de ponmte para tele com saddle individual.
    É idêntico a esse que você me mandou, mas ao invés de 3 saddles, são 6.
    Você acha que faz diferença na sonoridade, afinação e sustentação?
    Suas dicas estão sendo muito úteis.
    Obs.: essa ponte que vc mandou da tele não é Gotoh (como vc mesmo disse), mas é Wilkinson mesmo? Vale a pena investir ou comprar uma Gotoh?
    O que me diz das tarrachas da planet wave para strato e tele? São confiáveis ou é melhor investir em outras marcas?
    Abração

    ReplyDelete
  12. Vi umas tarrachas da Wilkinson no site da Guitarfetish bem interessantes!!!

    ReplyDelete
  13. Oscar, a ponte que te falei da tele seria algo parecido com esta aqui
    http://www.guitarfetish.com/105mm-Dual-Load-tele-bridge-Solid-Steel-Baseplate-Chrome_p_3.html
    Não estou falando do material, apenas o modelo.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Renan, respondedo suas tres perguntas... rs
      1 - Eu nunca toquei com aquela ponte de 6 Saddles tipo vintage portanto não tenho referencia pra comparar com a Vintage de 3 Saddles. Se os Saddles forem de Latão não vejo como va mudar muito.. Suposição
      2 - Wilkinson é o Design patenteado, e vários fabricantes (incluindo a Gotoh) fabricam esses modelos. Eu acho o da Gotoh sempre melhor e mais bem feito, com melhores materiais, mas essa da GuitarFetish (que é chinesa) é boa tbem. Já toquei e tive ambas e o timbre se mantém em ambas. Se puder, va de Gotoh.
      3 - As tarrachas planet Waves são as preferidas do Paulo. Eu nunca usei por comodismo, pois a Gotoh é mais fácil achar aqui em Curitiba. As marcas BOAS de tarracha como Gotoh, Sperzel, Schaller, Planet Waves são todas boas. Não teria problemas com nenhuma!! A GuitarFetish tem preços muito interessantes e peças boas. São todas de procedencia chinesa mas com um ótimo custo x benefício. PODENDO, eu iria das marcas consagradas, mas para um projeto de custo reduzido eu não teria problemas em comprar na GuitarFetish!

      Delete
  14. Bom dia Oscar,
    Estou em busca de um timbre melhor para minha strato sx,acho que ela tem um som meio abafado,já troquei os pickups e melhorou,agora pensei em mudar o bloco da ponte e colocar saddles de aço voce acha que mudaria muita coisa?
    Existe muita diferença entre o formato do saddle,entre o vintage e o moderno(aquele "Bloquinho/tijolinho/caixa de sapato")?
    Estou pretendendo comprar uma fender americana,tnho um certo preconceito contra aqules dois pivots da Amstd,a american special seria uma boa pedida ou devo superar o preconceito e comprar a AMstd?
    Ultima duvida rsrsrs essa "safra" da fender 2012 esta boa?
    muito obrigado

    ReplyDelete
    Replies
    1. Renan, o upgrade dos saddles e do Bloco sempre dão resultados positivos. Recomendo sem dúvidas! O Saddle de aço junto com o bloco melhoram a definição e punch do instrumento e não absorvem frequencias como os de Zinco fazem. Eu não ouço muitas diferenças nos saddles além da estética, mas confesso que eu nunca fiz um teste A/B pra constatar.

      A Am Std no papel é um instrumento superior. Eu não teria preconceitos com ela não só pelo fato de ter 2 pivots. A American Special é uma boa pedida pelo bom Custo Benefício!! O ideal seria tocar ambas e ver qual vc gosta mais. Elas tem especs um puco diferentes!! Vai de gosto !:-)

      Delete
  15. ola no caso teria como eu comprar uma ponte fender moderna e usar os carrinhos da ponte fender vintage de aco na ponte moderna

    ReplyDelete
    Replies
    1. Teria sim, mas tem que tomar cuidado com as medidas. A Fender moderna usa espaçamento de cerca de 10mm se não me engano enquanto a Vintage usa espaçamento de 11.3mm. Existem saddles modelo vintage de ambos os tamanhos. No próprio site da Callaham (www.callahamguitars.com) eles vendem de ambos os tipos.

      Delete
  16. qual a melhor ponte vc me recomenda para uma guitarra sx sss vintage series, quero uma ponte boa ate uns 400 reais, estou pensando na fender moderna, e uma boa pedida, ai so levo pro meu luthier fazer a adaptacao, gostei deles pq vc falo q com elas fica bem macio as cordas, ou e melhor a fender vintage msm

    ReplyDelete
    Replies
    1. A Fender moderna é melhor se vc for usar muito alavanca pois é feita para isso. Se você for como eu que não usa tremolo a não ser pra dar um leve efeito no som, prefiro a Vintage. Só tome cuidado com o espaçamento das cordas. A SX tem espaçamento entre cordas menor(igual da Fender mexico com 10.3 mm se não me engano) que a especificação Fender Vintage Americana mesmo que é de 11.3mm

      Delete
  17. Oscar,

    Estive pensando trocar a ponte da minha LP 50's tribute (com P90) por uma Callaham. Vc recomendaria ela? Ela realmente deu um update sonoro na guitarra? Sei que as pontes deles para Strato e Tele são muito bem avaliadas, contudo queria saber se o aço casa bem com LP, visto que o material tradicional é o zamack. Outra duvida é a respeito dos saddles, pois a Callaham utiliza bronze ao invés de aço na ABR-1. Isto de alguma está relacionado a esse casamento de sonoridade? Desde já agradeço e parabéns pelo blog!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Caio,
      Eu tenho/tive as pontes ABR-1 do Callaham em várias LesPauls e SGs com excelentes resultados inclusive em na minha Tribute 60 com P90s como a sua.

      A ponte como vc mencionou altera a resposta da guitarra, e tem diferença da Nashville, pra ABR-1 original pra essa Callaham de aço.

      A de Aço deles altera a resposta da guitarra deixando o som todo mais gordo e firme exatamente como ele descreve no site. Não sobram mais agudos nas cordas agudas, os médios ficam firmes assim como os graves e nada embola. Isso também é parte da mudança dos pivots de fixação, que na Callaham ficam direto na madeira como nas Vintage Originais, diferente das NashVille(igual a sua) que tem uma bucha com uma rosca.

      A ABR-1 de zinco original, tem um som que puxa pro agudo um pouco que dependendo do captador pode soar um pouco demais. É exatamente isso que a Callaham "corrige", mas de novo é questão de gosto.

      A Nashville amacia tudo, o ataque fica mais macio, o timbre todo ganha em graves e amacia agudos e etc por conta da sua construção com aquele vão entre os apoios dos saddles que são de zinco tbem. Eu particularmente não sou fã da Nashville, mas tem gte que adora!

      Resumindo a ópera, você precisa determinar o que vc chama de "melhorar" no som da sua guitarra. O primeiro upgrade que eu fiz na minha foi trocar os pots de volume por outros de 500K, uma vez que os originais são de 300k e deixam o som mais grave e fechado. Depois se vc achar que está faltando ataque, eu trocaria pela Callaham. O som vai mudar muito mais do que vc imagina! :-)

      Delete
  18. Olá Paulo.

    Excelete tópico com o assunto muito bem esclarecido.
    Não sei se já existe a resposta no blog, mas por favor vc poderia me ajudar com uma questão?
    Tenho uma fender japan e ela possui uma ponte modelo vintage, com 56mm entre as cordas Mi, fazendo com que essas cordas fiquem muito próximas das bordas do braço fazendo com que muitas vezes elas "saiam" do braço.
    Li alguns forúns que recomendam a troca por uma ponte com a largura entre as cordas de 52mm porém não encontrei nenhuma neste modelo.Você sabe alguma coisa sobre esse assunto para me ajudar?
    Grande abraço

    Alex

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fala Alex,

      Sim, as Fender com poonte modelo Vintage tem esse espaçamento maior mesmo onde as cordas quase came do braço. Eu pessoalmente prefiro o espaçamento maior pois assim posso fazer os graves com o dedão de maneira mais fácil. rsrsr!

      Sua Fender Japonesa deve ter ponte com 6 furos padrão vintage, que é diferente (até na furação) das pontes com espaçamento menor de cordas. Vc teria que tapar os furos e refaze-los de acordo com a ponte que vc escolher. 2 posts podendo assim encaixar uma ponte de Fender Am Std por exemplo, e outra seria manter o visual de 6 furos e achar uma ponte dessas Fender padrão Mexicana e trocar o bloco! Assim vc mantem o visual vintage e a sonoridade não compromete tanto (o bloco da ponte Mex é de Zinco).

      Delete
    2. Oscar jr. Como fazer a tapação dos furos? Q materiais eu poderia usar

      Delete
    3. Marcio, o IDEAL seria levar a um Luthier para que ele faça o serviço, no entanto na falta do mesmo vc pode utilizar aqueles palitinhos de churrasco para preacher os furos antigos junto com cola de madeira, esperar secar bem e refaze-los adequando as medidas da sua ponte. Só é preciso tomar muito cuidado com o alinhamento e distancia corretas. O Paulo já executou essa tarefa algumas vezes, mas eu pessoalmente nunca arrisquei sozinho. Sou péssimo pra esse tipo de coisa.

      Delete